Connect with us

Principios de jogo

Principios gerais, operacionais e fundamentais

No desporto mais discutido do mundo, que é o futebol, a vertente do treino tem cada vez mais um peso maior. Com a introdução da Periodização Tática, e consequentemente do Princípio da Especificidade do Treino, os princípios gerais, operacionais e fundamentais são mais e melhor trabalhados e, nas melhores equipas do mundo, nenhuma delas descarta qualquer um destes princípios.

1. Princípios Gerais

Presentes em todas as fases e momentos do jogo, ou pelo menos a equipa devia por em prática estes princípios, são também muito comuns aos princípios operacionais e fundamentais. Existem três premissas orientadoras do comportamento dos jogadores dentro do campo, relacionadas com os princípios gerais

  1. Não permitir a inferioridade numérica;
  2. Evitar a igualdade numérica;
  3. Procurar criar a superioridade numérica.

1.1. Não permitir a inferioridade numérica

Em qualquer momento do jogo, ou fase do jogo, a equipa nunca deve permitir que o adversário tenha mais jogadores no centro do jogo que a própria equipa, mesmo se a equipa está ou não com a posse de bola. Se, dentro do centro de jogo, a equipa tiver um número menor de jogadores, será mais fácil para o adversário ocupar o espaço, e assim recuperar a bola ou progredir em direção à baliza.

1.2. Evitar a igualdade numérica

Quando o treinador organiza a sua equipa, deve ter em conta que a equipa não deve desocupar espaço e permitir que o adversário lute de igual para igual durante momentos da partida. Um único erro num espaço mal fechado pode levar ao insucesso da equipa durante a partida

1.3. Procurar criar a superioridade numérica

Existe uma relação entre posição da bola e espaço ocupado pelos jogadores. A equipa deve garantir que em zonas próximas a sua baliza, o espaço deve ser ocupado o melhor possível. Aumentar as zonas de pressão e pressionar mais, são chaves de sucesso para qualquer equipa

2. Princípios operacionais

A partir do momento que o treinador escolhe o modelo de jogo que vai adoptar na sua equipa, deve sempre ter em conta vários fatores. Obviamente que não vai escolher a forma como a equipa vai jogar ao acaso. Deve ter objetivos de como organizar a sua equipa, e as exigências condicionais do futebol de alto nível devem sempre ser levadas em conta.

2.1. A defender

  • Anular as situações de finalização – pressionar e fechar o espaço e impedir que o adversário remate à baliza
  • Recuperar a bola – a melhor forma de defender, é atacar. E para isso, a equipa deve assegurar a manutenção da posse de bola
  • Impedir a progressão do adversário – defender bem é defender longe da baliza.
  • Proteger a baliza – seja impedir ou marcar, o objetivo fundamental do futebol é o golo.
  • Reduzir o espaço do adversário – se o adversário não tem para onde ir, torna-se muito mais fácil recuperar a posse de bola

2.2. A atacar

  • Conservar a bola – não vale a pena perder a bola em vão, e perder tempo a recuperar a mesma
  • Construir acções ofensivas – na equipa não conseguirar marcar golo sem criar oportunidades de golo
  • Progredir pelo campo de jogo do adversário – para criar oportunidades, a equipa deve aproximar-se da baliza adversária de forma segura
  • Criar situações de finalização – criar oportunidades para tentar fazer golos
  • Finalizar – e finalmente tentar fazer golos para ganhar o jogo.

3. Princípios fundamentais

Provavelmente, são os principios da organização tática mais conhecidos do mundo do futebol. Estes princípios estão disponíveis em outros artigos, evitando assim que este artigo seja demasiado longo, e ao mesmo tempo pemitindo uma análise detalhada de cada um dos princípios. 

3.1. De ataque

  • Penetração
  • Cobertura Ofensiva
  • Mobilidade
  • Espaço

3.2. De defesa

  • Contenção
  • Cobertura defensiva
  • Equilíbrio
  • Concentração

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *