Connect with us

Psicologia e Comunicacao

As 4 fases da aprendizagem

Desde pequenos que somos protegidos, ensinados a viver, a trabalhar, a interagir. Aprendemos a fazer contas na escola, a ler, a jogar e a correr que tão bem nos faz. Mas, alguma vez paramos para pensar que, passamos a vida a aprender? E alguma vez imaginamos que podemos aprender a aprender? Este artigo reforça a importância de aprender e o modo de aprendizagem a que estamos sujeitos.

De facto, quando nunca reparamos nesse aspeto: Aprender a aprender. Existem quatro fases pelas quais passamos durante o processo da aprendizagem, delineadas pela relação competência/consciência.

Incompetência inconsciente

Esta é a fase de quando nós ainda não sabemos que não sabemos. Por exemplo, quando deixamos um meio social e entramos numa nova sociedade, não sabemos como essa nova comunidade se comporta. Agimos em função dos nossos anteriores costumes, muitas vezes sem nos dar-mos conta que há coisas que devíamos fazer de maneira diferente. A primeira impressão dos novatos dentro de uma comunidade é sempre de incompetência perante os mais velhos e experientes do grupo. E quanto aos novatos, ainda não se apercebem que há ações que não se estão a relacionar, ou então de forma equívoca, isto segundo as regras ou leis da dita comunidade.

Incompetência consciente

Esta fase é de grande importância, e dificilmente, ou mesmo de forma impossível, se pode passar às fases seguintes sem passar por esta, pois é nesta fase quando dá-mos conta que devemos mudar algo., ou seja, esta é a fase em que reconhecemos que não sabemos. É uma etapa difícil, porque descobrimos as limitações produzidas pelos nossos hábitos antigos, sejam físicos, intelectuais ou emocionais, que impedem a nossa evolução. É uma fase que requer bastante raciocínio, atenção, prática e perseverança.

Competência consciente

Nesta fase, começamos a “distinguir o que certo do errado”, ou por outras palavras a ser minimamente competentes. Em tudo o que estamos a aprender, movemo-nos com grande atenção em cada ação que realizamos, procurando todos os aspetos em que podemos melhorar. Já aprendemos algo e conhecemos as suas regras e limites, mas ambos não são ainda dominados.

Competência inconsciente

A última das quatro fases da aprendizagem dá-se quando realizamos tarefas com todos os padrões de forma tranquila. Agimos num baixo grau de reflexão, num fluxo de ações. A parte consciente determina o objetivo a ser cumprido, e a parte inconsciente executa esse objetivo, libertando a atenção para outras coisas.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *