Connect with us

Teoria Tactica

A finalizacao ou Fase I ofensiva

A finalização é a fase mais curta das três fases do processo ofensivo. Ocorre em frente à baliza, onde o espaço e o tempo para rematar são extremamente reduzidos e a pressão adversária é muito forte. Acrescentando que 70% das ações ofensivas terminam durante a Fase II do processo ofensivo e apenas 2% terminam na Fase I, a precisão de remate, a velocidade de execução, a espontaneidade e a criatividade devem ser características muito evoluídas. Durante os breves segundos da fase de finalização, a tensão é muito elevada tanto para a equipa que ataca como para a equipa que defende. A exigência é tão elevada como a tensão, uma vez que as oportunidades para fazer ponto são raras.

Os quatro tipos de finalização mais comuns, mais usados e mais eficazes

Vantagens

  1. Tem espaço e tempo para rematar
  2. Permite a movimentação dos colegas de equipa enquanto a bola está no ar para se aproximarem da baliza e se prepararem para a recarga
  3. É uma situação de finalização muito imprevisível

Desvantagens

  1. É necessário muita força no remate e principalmente precisão
  2. O guarda-redes ou um jogador tem muito tempo para defender ou bloquear o remate
  3. Termina quase sempre em pontapé de baliza para o adversário, ou seja, perca de bola

Vantagens

  1. Existem altas probabilidades de recarga quando o guarda-redes não segura ou defende a bola para a frente
  2. A finalização é muito eficaz e os estilos de remate são variados
  3. O tempo disponível para o guarda-redes reagir é muito curto

Desvantagens

  1. O guarda-redes cobre uma parte considerável da baliza
  2. Existe um longo processo para levar a bola até à baliza
  3. O atacante deve ser forte psicologicamente para não se deixar levar pelo entusiasmo e/ou ansiedade

Vantagens

  1. O seu posicionamento deixa-o de frente para a área, podendo tomar outra decisão
  2. A facilidade em ganhar pontapés de canto é elevada
  3. Ocorre muitas vezes como recarga quando os guarda-redes defendem para o lado

Desvantagens

  1. O guarda-redes tem um espaço reduzido para defender
  2. A probabilidade de finalizar com eficácia é baixa
  3. O atacante necessita de técnica e capacidade de decisão consideráveis

 Vantagens

  1. O cabeceamento pode ser feito em inúmeras ocasiões, como cruzamentos, pontapés de canto e livres, sejam eles vindo de trás ou dos lados
  2. A direção do cabeceamento é imprevisível
  3. Permite criar situações estudadas durante o treino, sendo mais previsível para a equipa que vai atacar (cada jogador sabe o que deve fazer)

Desvantagens

  1. Os jogadores devem ser hábeis no jogo aéreo
  2. É o tipo de finalização mais difícil de concretizar
  3. A probabilidade da equipa adversária recuperar a bola é elevada

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *